Oração.png

UMA MENSAGEM DE AMOR

Enquanto Jesus agonizava na cruz, pagando um alto preço por algo que ele não fez, sendo humilhado, castigado, subjugado na frente de todos, ele demonstrava compaixão e misericórdia pelas pessoas. Qualquer um estaria revoltado com tamanha injustiça, mas Jesus orou dizendo: "PAI, PERDOA-LHES! ELES NÃO SABEM O QUE FAZEM".

Ali na cruz, Jesus demonstrou o tamanho do seu amor para com o homem pecador. Ali ficou claro que Deus havia chegado à últimas consequências para nos livrar da culpa pelo pecado. É importante demais falar desse amor para as pessoas; isso é Evangelho genuíno de Cristo.

Talvez você deva estar pensando: "Ah! Então eu posso pecar a vontade, pois Deus é amor e misericórdia. Ele não vai me punir pelos pecados que cometerei; vai me salvar de qualquer jeito". Quer um conselho? Não entre por esse caminho. O pecado entristece a Deus e nos traz consequências devastadoras (falaremos sobre isso em outros estudos). Por hora, é importante que você compreenda a grandeza da misericórdia de Deus. O Evangelho é a maior demonstração de amor, compaixão e misericórdia que conhecemos. 

 

Vamos relembrar alguns acontecimentos bíblicos:

 

Você deve conhecer a história de MALCO, servo do sumo sacerdote. Quando vieram prender Jesus, no Jardim do Getsêmani, Pedro tirou a espada da cintura e CORTOU A ORELHA de Malco (Lucas 22:47-51). Jesus, então, COLOU a orelha que foi cortada, mostrando que OS TEMPOS HAVIAM MUDADO. Não mais se resolvia as coisas à base da ESPADA. 

O que aconteceu com a mulher que foi apanhada em ADULTÉRIO também nos mostra o amor de Jesus. Os religiosos queriam APEDREJÁ-LA, porque era o que a Lei (antiga aliança) exigia para aquela situação. Mas Jesus demonstrou amor e compaixão por aquela mulher. Ele disse: "Mulher, vai e não peques mais" - (João 8:3-11).

O ladrão que estava sendo crucificado ao lado de Jesus, que se arrependeu, recebeu o perdão imediato e o direito à salvação, SEM MÉRITO ALGUM (Lucas 23:42,43). Uma demonstração de que o Evangelho de Cristo traz uma mensagem fundamentalmente baseada no amor.

Veja o que aconteceu com JUDAS: Ele traiu Jesus, vendendo-o por trinta moedas de prata. Judas ficou caminhando com Jesus, esperando o melhor momento para entregá-lo aos homens do sumo sacerdote, que planejava matá-lo. É óbvio que Jesus sabia de tudo, mas AINDA ASSIM permitiu que Judas comesse NO MESMO PRATO, junto com ele.

"Ao pôr do sol estava Jesus reclinado, próximo à mesa, com os doze. E durante a refeição, Jesus revelou: Com toda a certeza vos afirmo que um dentre vós me trairá. Essa declaração consternou a todos e começaram a indagar, um após outro: Senhor, porventura serei eu? Indicou-lhes Jesus: AQUELE QUE COMEU JUNTAMENTE COMIGO, DO MESMO PREATO, este é o que vai me trair" (Mateus 26:20-23).

Por que é importante falar sobre isso? Ora, porque muitos "religiosos" usam o Evangelho para manipular e castigar as pessoas. Por isso, muitos acabam tendo uma ideia totalmente equivocada da Igreja e do Evangelho de Cristo; imaginam que o Evangelho é uma PRISÃO, com castigos o tempo todo, quando na verdade, a mensagem de Jesus é fundamentada no amor. Jesus demonstrou compaixão pelas pessoas, por mais pecadoras que elas fossem. O próprio Jesus disse que NÃO VEIO PARA CONDENAR, MAS PARA SALVAR O MUNDO.

 

EXPECTATIVA DE MUDANÇAS

 

É claro que, quando uma pessoa tem um verdadeiro encontro com Jesus Cristo, muitas mudanças ocorrem em todos os sentidos. O comportamento, o temperamento, as escolhas... muitas coisas vão mudando com o passar dos tempos; isso é o que o próprio Deus espera que aconteça. Mas essas mudanças ocorrem NATURALMENTE, sem chicotes, humilhações, punições e cobranças extremas. Não foi assim que Jesus agiu; definitivamente. 

Home